Sexta, 04 de Dezembro de 2020 05:05
27 99905-5559
Política EDITORIAL

TORCIDAS ORGANIZADAS, SATANÁS PREGANDO QUARESMA

,

02/06/2020 09h15 Atualizada há 6 meses
165
Por: Dilman Lima
TORCIDAS ORGANIZADAS, SATANÁS PREGANDO QUARESMA

Chegamos claramente a um confronto de ordem política, ditado principalmente por aquele que, justamente não deveria fazer ou se envolver com a política em suas decisões; o Poder Judiciário.

O confronto no entanto, foi flagrantemente estabelecido a partir do momento em que o STF passou a tomar decisões que objetivam intromissão no Poder Executivo, a ponto de tentar ridicularizá-lo perante a opinião púbica, liberando um vídeo total de uma reunião ministerial e deixando no ar uma ameaça de confiscar o telefone pessoal do presidente da Republica

Qualquer pessoa de bom senso, concorda que foi uma atitude antipatriótica, afinal o   do inquérito referia-se a dois personagens: o presidente Jair Bolsonaro e seu ex-ministro Sergio Moro, cujas falas, tão somente elas, é que deveriam se tornar públicas.

Quando sentiu que poderia ¨dar ordens   ¨ de como o governo deveria se comportar, o STF passou a adotar comportamento bastante suspeito, uma vez que nunca na história deste País, houve tal determinação do Supremo liberar o vídeo de uma reunião ministerial, quando assuntos vários, inclusive da defesa nacional, são analisados.

Fica cada vez mais claro que o STF, através de alguns ministros, quer ter mais poder que um Presidente da República eleito pelo voto popular, se achando no direito de interferir nas decisões presidenciais, esquecendo o princípio base e constitucional em relação à harmonia e a independência.

Nessa etapa de pandemia, seria de esperar que a Suprema Corte desse ao povo demonstrações seguidas de equilíbrio e tratasse especialmente de manter a paz e serenidade, posto ser a guardiã da Constituição

Mas o que esperar-se de uma Corte, onde temos presenciado ministros se agredindo com palavrões aqui impublicáveis em respeito aos internautas,

Adicione-se a isto, a desconfiança que se instalou aos poucos, mas que nesta época se configura em triste e inegável realidade, se realizada pesquisa em relação à Suprema Corte e seu índice de confiabilidade boas depararemos certamente com números rasos, muitos rasos

Enquanto isso, depois do Mensalão, tivemos o Petrolão. Agora é a vez do Covidão, um tempo de combate a corrupção gerada durante esse tempo de pandemia criada do coronavírus.

Os governadores estão aí na base do ¨salve-se quem puder ¨da Polícia Federal

Como se costuma se dizer que o Brasil é também a Pátria de chuteiras, entraram na tempestade atual nas políticas tais famigeradas torcidas organizadas de São Paulo.

Segundo alguns comentários, levadas a tal ato pelo descontentamento de alguns dirigentes esportivos não virem encontrado por parte do o governo federal o apoio financeiro aos clubes, ora em dificuldades ante a paralisação de torneios esportivos.

Se não fosse o trágico momento que vivemos pela Pandemia, seria hilário em assistir militantes de torcidas organizadas gritarem por democracia, justamente elas que não aceitam a democracia de um torcedor vestir a camisa contrária a sua facção. Em sua maioria, verdadeiros marginais que pelas mídias promovem encontros para imensas brigas, se deslocam aos estádios com ferramentas diversas coma finalidade em agredir seus rivais, gritem por democracia.

Ficamos questionando, onde as torcidas organizadas conseguiram na Avenida Paulista, tantas pedras para jogarem nos policiais?

Por outro lado, defensores da Pátria Amada, postando bandeiras outros países, tais como Israel e a do símbolo do neonazismo da Ucrânia. Algo difícil em entender, judeus e nazista lado a lado.

E ainda aparece aquele jovem com máscara da bandeira dos Estados Unidos e um taco de beisebol às mãos, esporte favorito do povo americano.

De um lado pedras...do outro um pesado taco de beisebol.

Fruto da politicagem entre os três poderes e uma parte da imprensa, principalmente a Rede Globo de Televisão que incita a população com ¨nós e eles ¨

Triste realidade, brasileiros contra brasileiros.

 

Isnard Vasconcelos, jornalista , foi secretário municipal em  prefeituras baianas :  Salvador -Comunicação Social ; Vitória da Conquista -Expansão Econômica e Comunicação,: Eunápolis -Governo e Comunicação: Santa Cruz Cabrália -Chefe d Gabinete  e Comunicação, Em Salvador-Diretor do jornal Diário de Noticiais, em Sergipe-Diretor do Diário de Aracaju, e ainda na década de 60,Editor do jornal Brazil News sem New York, Estados Unidos. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
EDITORIAL ISNARD VASCONCELOS
Sobre EDITORIAL ISNARD VASCONCELOS
Isnard Vasconcelos, jornalista , foi secretário municipal em prefeituras baianas : Salvador -Comunicação Social ; Vitória da Conquista -Expansão Econômica e Comunicação,: Eunápolis -Governo e Comunicação: Santa Cruz Cabrália -Chefe d Gabinete e Comunicação, Em Salvador-Diretor do jornal Diário de Noticiais, em Sergipe-Diretor do Diário de Aracaju, e ainda na década de 60,Editor do jornal Brazil News sem New York, Estados Unidos.

Guarapari - ES
Atualizado às 04h51 - Fonte: Climatempo
21°
Muitas nuvens

Mín. 21° Máx. 34°

21° Sensação
33.6 km/h Vento
82.7% Umidade do ar
80% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (06/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio
Anúncio